Enviando seres humanos a Marte: 8 passos para a colonização do planeta vermelho

Depois que os ânimos se acalmaram após as declarações de Obama sobre a possível colonização de Marte, ano passado, a pergunta que ficou no ar é: O que será preciso fazer para chegar lá?

“Nós estabelecemos um objetivo claro e vital para o próximo capítulo da história da América no espaço: enviar seres humanos para Marte em 2030 e trazê-los de volta com segurança, com a ambição final de um dia permanecer lá por um longo tempo”, declarou Obama em outubro do ano passado.

A NASA apresentou planos detalhados para a viagem a Marte. É possível chegar lá até os anos 2030 – se esse prazo for estendido para o último ano da década, disse John Logsdon, professor emérito de ciências políticas e assuntos internacionais no Instituto de Política Espacial da Universidade George Washington em Washington, D.C. Outros especialistas criticaram a falta de coragem de Obama na época.

“Estamos muito mais perto hoje de enviar seres humanos para Marte do que estávamos de enviar homens para a Lua em 1961, e chegamos lá oito anos depois”, disse Robert Zubrin, presidente da organização sem fins lucrativos The Mars Society e autor de “The Case for Mars: O plano para colonizar o planeta vermelho”. O presidente Donald Trump deve anunciar um projeto ambicioso para chegar a Marte até o final do segundo mandato, ou até 2024, disse Zubrin. Caso contrário, o impulso para a missão poderá ser perdido, e a exploração espacial poderá ser adiada mais, acrescentou.

De qualquer forma, antes que os astronautas comecem a empacotar seus trajes espaciais e listas de reprodução intergalácticas, os cientistas têm de resolver alguns problemas.

Passo 1: Desenvolver uma tecnologia para levar os astronautas ao espaço

Atualmente, os Estados Unidos contam com uma espaçonave russa Soyuz para levar os astronautas à Estação Espacial Internacional. Isso está prestes a mudar, já que as companhias privadas de vôos espaciais assumiram o desafio de construir um sistema para lançar seres humanos e carga para o espaço: a SpaceX, de Elon Musk, está trabalhando nos veículos de lançamento robótico Dragon, enquanto a Boeing está construindo seu CST-100. Musk também afirmou que o veículo de lançamento robótico da SpaceX poderia partir para Marte em 2018. (Um veículo de lançamento é um veículo movido a foguete projetado para enviar espaçonaves ou satélites para o espaço.)

Passo 2: Construir uma espaçonave maior

Uma viagem a Marte requer uma espaçonave que possa transportar várias pessoas, juntamente com todos os suprimentos para uma viagem de três anos, incluindo itens de carga potencial, disse Bret Drake, um especialista em engenharia da Aerospace Corp, com sede em Los Angeles, uma organização sem fins lucrativos que pesquisa veículos de lançamento, sistemas de satélites, sistemas de controle terrestre e tecnologia espacial para o governo federal.

“Para sustentar uma tripulação até Marte é preciso lançar cargas pesadas, porque você precisa ter combustível e suprimentos para a viagem de ida e volta”, acrescentou Logsdon. “E não há nenhum posto de gasolina em Marte, onde você pode abastecer até chegar em casa”, disse ele à Live Science.

Uma alternativa é criar uma espaçonave gigante; Outra é desenvolver vários módulos menores que podem ser lançados separadamente em órbita e depois montados no espaço, disse Logsdon. (Alguns desses módulos podem conter pessoas, enquanto outros podem armazenar suprimentos, por exemplo).

De qualquer forma, a tecnologia básica é cohecida, disse Zubrin. “Tem que ser maior do que qualquer um que nós construímos antes,” afirmou. Mesmo assim, “não há ciência nova aqui.”

Atualmente, a Lockheed Martin está desenvolvendo uma espaçonave de quatro pessoas chamada Orion, que ficará no topo do sistema de lançamentos pesados, chamado Space Launch System (SLS), que a NASA está desenvolvendo para levar as pessoas ao espaço. A Orion já completou um vôo de teste bem sucedido em 5 de dezembro de 2014, e está definido que fará uma viagem ao redor da lua em 2018.

Etapa 3: Construir foguetes maiores

Lançar uma espaçonave maior no espaço requer foguetes maiores em qualquer veículo de lançamento usado. A NASA planeja realizar um segundo teste do que será o maior foguete do mundo, que fará parte do SLS em algum momento em 2021, de acordo com a agência. A SpaceX também está desenvolvendo o foguete Falcon Heavy, projetado para lançar cargas pesadas, incluindo pessoas, no espaço.

Passo 4: Coloque o pouso

Depois que as pessoas entrarem na órbita de Marte, elas precisarão pousar no Planeta Vermelho. Como em missões anteriores, o atrito, os efeitos térmicos e os paraquedas poderiam proporcionar a desaceleração necessária para aterrar. Mas um paraquedas não terá poder de parada suficiente para esses veículos pesados.

Entretanto, os cientistas estão fazendo progresso nessa frente.

Por exemplo, a SpaceX mostrou que os dispositivos de alta velocidade podem desacelerar usando a retropropulsão supersônica, que envolve disparar motores durante o pouso, disse Drake. “Agora temos uma solução técnica viável para obter veículos grandes na superfície de Marte”, disse Drake.

Etapa 5: Desenvolver uma habitação de longo prazo como em uma estação espacial

Os astronautas passam muitas semanas ou meses na Estação Espacial Internacional (ISS), demonstrando a viabilidade de sistemas de habitação a longo prazo, como aqueles que fornecem água segura, resíduos de processo e filtram o ar no espaço. Sistemas similares poderiam ser usados para uma permanência em Marte, segundo especialistas.

A diferença, no entanto, é que a ISS está em órbita terrestre baixa, a apenas algumas horas de viagem ao planeta natal. Se alguma coisa quebrar, a Terra ainda pode vir para o resgate. Isso não será possível em Marte, cuja distância demanda uma viagem de pelo menos seis a nove meses, mesmo quando os planetas estão no ponto mais próximo um do outro.

“Um dos principais avanços para o sistema de suporte de vida é aumentar a confiabilidade dos sistemas”, disse Drake. “Para as missões de Marte, não há modos de abortamento rápido para a Terra, nem reabastecimento se os sistemas falharem. Portanto, os sistemas de suporte de vida precisam ser confiáveis e mantidos pela equipe, por longos períodos de tempo – muitos anos”, disse Drake.

Passo 6: Evitar a radiação cósmica mortal

Os astronautas em uma missão em Marte precisarão de proteção contra duas formas de radiação: eventos de prótons solares (ou disparos solares) e radiação cósmica galáctica.

O primeiro “pode ser atenuado pelo design adequado do veículo, juntamente com um abrigo de tempestade específico, como uma parede de água feita a partir do sistema de abastecimento de água de do veívulo”, disse Drake. (Isso envolve literalmente forrar as paredes com a água utilizada para beber e tomar banho.)

Proteger as pessoas da radiação cósmica galáctica é mais complicado. No espaço livre, os níveis de radiação cósmica são extremamente elevados. No entanto, o Mars Science Laboratory, que desembarcou na superfície marciana a bordo do rover Curiosity, mediu os níveis de radiação cósmica e mostrou que a exposição à radiação na superfície do planeta vermelho é semelhante aos níveis observados a bordo da ISS, disse Drake. Como a ISS está localizada em órbita terrestre baixa, está abaixo dos dois cintos de radiação denominados cintos de Van Allen, que bloqueiam da Terra muitas das partículas carregadas do sol, assim como dos raios cósmicos, disse Logsdon.

Uma estratégia pode ser fazer a viagem pelo espaço livre muito rapidamente, minimizando a exposição à área com a radiação mais alta, afirma Drake.

“É mais seguro estar na superfície de Marte do que no espaço livre”, disse ele.

Passo 7: Chegar à lua

Antes de fazer a viagem de três anos a Marte, muitos desses sistemas espaciais de longo prazo serão testados em órbita cislunar, de acordo com a cronologia da NASA da viagem a Marte. Em algum momento entre 2018 e 2030, a NASA planeja enviar missões tripuladas em caminhadas espaciais na região do espaço perto da lua. Algumas dessas missões podem durar um ano, em preparação para a viagem épica a Marte.

Os planos também incluem uma viagem para redirecionar e amostrar material de um asteroide.

Isto fornecerá uma oportunidade de testar todos os elementos da missão de Marte, por não estar demasiado longe da terra caso que algo dê errado, disse Logsdon.

Passo 8: Construir uma habitação em Marte

Uma vez que as pessoas tenham chegado a Marte, elas não podem simplesmente voltar. A viagem de saída levaria de seis a nove meses, mas os exploradores não podem retornar até que Marte e a Terra estejam em bom alinhamento em relação ao sol, o que pode levar 14 meses, disse Logsdon. (A viagem de volta será muito mais curta se a Terra e Marte estiverem no mesmo lado do sol, em vez de em lados opostos.)

De certa forma, os pioneiros de Marte seriam semelhantes aos “exploradores do século 16 que viajaram em navios pelo oceano e ficaram longe de seu país de origem por um longo tempo”, disse Logsdon.

Dado que, faz sentido fazer algum tipo de estrutura permanente, Logsdon disse.

“Você precisa, na superfície marciana, de algum tipo de habitat”, disse Logdson. “Você não vai viver dentro de um traje espacial o tempo todo, embora pareça extravagante, o filme” The Martian “mostrou uma representação relativamente realista de uma potencial instalação de Marte, acrescentou.

Fonte.:  ,Porto-alegrense de 20 anos e estudante de Administração na Universidade Federal do Rio Grande do Sul, onde também cursou alguns semestres de Engenharia de Energia. Profundamente interessado por ciência, filosofia e literatura, produz conteúdo para Climatologia Geográfica desde abril de 2013.

Anúncios
por freireteacher

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s